Serra do mar, o ritmo das montanhas banhadas pelo oceano 

Por Tiago Braga (@oiamodesign)
Artesã: Rosane Pereira dos Santos - Osório/RS

Arroio Grande, Caraá e Maquiné estão situados no Litoral do Rio Grande no Sul em meio a Mata Atlântica. A região é formada por povos originários indígenas e negros em interação com imigrantes, principalmente os italianos que ali se estabeleceram. Na região, a fibra de bananeira é abundante e emerge como potencial matéria-prima para o artesanato que gera renda às mulheres da região. O Projeto Serra do Mar traz um novo olhar para o artesanato de subsistência e beneficiamento do imaginário rural das famílias de agricultores dessa região, resgatando e atualizando o saber-fazer que é transmitido na oralidade. Possibilita criar novos caminhos criativos experimentando novas estéticas e acabamentos, refletindo sobre a própria função dos objetos, atualizando e projetando a artesania.

Colhe, corta, seca, trança e depois costura: esse é o dia a dia das 5 mulheres que compõem a Artes em Pallha, que transformam a fibra da bananeira em objetos de memória. 

 

  • Material: Fibra de bananeira reciclada no manejo sustentável. Esta matéria-prima surge como alternativa de geraçnao de renda para mulheres de povoados do Litoral Norte Gaúcho.

  • Cor natural

  • Dimensões: Com as alças: diâmetro: 55cm x altura: 42cm  (pode haver pequnas variações) Espaço útil: 32cm diam x 40cm altura

  • Feto à mão

Cesto Ayana Grande - Fibra de Bananeira

R$980,00
Cesto Ayana Grande - Fibra de Bananeira R$980,00
Entregas para o CEP:

Sucesso! Você tem frete grátis Frete grátis a partir de Meios de envio

Serra do mar, o ritmo das montanhas banhadas pelo oceano 

Por Tiago Braga (@oiamodesign)
Artesã: Rosane Pereira dos Santos - Osório/RS

Arroio Grande, Caraá e Maquiné estão situados no Litoral do Rio Grande no Sul em meio a Mata Atlântica. A região é formada por povos originários indígenas e negros em interação com imigrantes, principalmente os italianos que ali se estabeleceram. Na região, a fibra de bananeira é abundante e emerge como potencial matéria-prima para o artesanato que gera renda às mulheres da região. O Projeto Serra do Mar traz um novo olhar para o artesanato de subsistência e beneficiamento do imaginário rural das famílias de agricultores dessa região, resgatando e atualizando o saber-fazer que é transmitido na oralidade. Possibilita criar novos caminhos criativos experimentando novas estéticas e acabamentos, refletindo sobre a própria função dos objetos, atualizando e projetando a artesania.

Colhe, corta, seca, trança e depois costura: esse é o dia a dia das 5 mulheres que compõem a Artes em Pallha, que transformam a fibra da bananeira em objetos de memória. 

 

  • Material: Fibra de bananeira reciclada no manejo sustentável. Esta matéria-prima surge como alternativa de geraçnao de renda para mulheres de povoados do Litoral Norte Gaúcho.

  • Cor natural

  • Dimensões: Com as alças: diâmetro: 55cm x altura: 42cm  (pode haver pequnas variações) Espaço útil: 32cm diam x 40cm altura

  • Feto à mão